cidade Destaque Entretenimento lazer
Publicado em 26/10/2017 às 16:19 - Autor:

Praça Washington Luiz terá festa para crianças no domingo

A Prefeitura de Valinhos realiza no próximo domingo (dia 29) uma grande festa em homenagem às crianças com uma edição especial do projeto Domingo na Praça. A atividade, promovida pela Secretaria da Cultura, acontece das 9h às 13h, na Praça Washington Luiz, e terá atrações para toda a família.

Entre os destaques da programação para os pequeninos estão as sessões da peça de teatro de bonecos “Que lixo é lixo?” do projeto BuZum! O espetáculo terá quatro sessões gratuitas, às 9h30, 10h30, 11h30 e 12h30, em um ônibus que se transforma em sala de teatro, o BuZum!, equipado com palco, iluminação, ar condicionado e espaço para a plateia com capacidade para receber até 40 espectadores por apresentação. A peça, que já percorreu mais de 300 mil quilômetros por todo o Brasil, aborda a questão do lixo e suas consequências para o planeta.

A programação do Domingo na Praça com as Crianças terá ainda maquiagem maluca, cantinho da leitura, capoeira, apresentação de música e dança com alunos do Centro Cultural Vicente Musselli, feira de artesanato, exposição de Fuscas (Old Rodents), feira de animais (Adota Valinhos), entre outras atrações.

A secretária da Cultura, Ângela Giardelli, disse que será uma manhã de muita diversão e alegria. “O projeto faz parte da proposta do governo municipal de ocupar os espaços públicos com muita arte e lazer”, complementou.

Em caso de chuva, a atividade será transferida para o Centro de Artes Cultura e Comércio (CACC) Adoniran Barbosa, ao lado da Rodoviária.

 

Que lixo é lixo? conscientiza sobre a importância da reciclagem

 

Concebido por Beto Andreetta e Mari Gutierrez, e dirigido por Wanderley Piras, o espetáculo “Que lixo é lixo?” é a décima criação da companhia, que mostra, em tom crítico, a questão do lixo e suas consequências no planeta.,

Sob a perspectiva da Terra, o espetáculo mostra que todo lixo, mesmo que jogado “fora”, permanece por aqui. A história começa no espaço, onde dois astronautas encontram a Terra e percebem que ela não está bem. Repleta de lixo e tristonha, a Mãe Terra faz um apelo para que os dois enviados contem às crianças o que viram e apontem como elas podem ajudar a melhorar a situação.

Os dois retornam com a missão de mostrar às crianças como o descarte incorreto de lixo pode impactar na saúde do planeta. A partir da noção de que o consumo exagerado também é responsável pela produção de resíduos, os personagens mostram que a utilização de materiais recicláveis pode minimizar o problema.

“Queremos que as crianças se conscientizem de que elas fazem parte de uma cadeia e que a reciclagem é possível e lúdica”, conta Mari Gutierrez, diretora do espetáculo.

Ao final, os protagonistas revelam que todo o cenário da peça, os pássaros, prédios, árvores, casinhas e os bonecos que são manipulados são feitos de material reciclável. Garrafas pet de suco e refrigerante, latas, produtos de limpeza, garrafas de leite, tudo pode ser reutilizado de forma criativa e, assim, aliviar a Terra, que ao final, fica agradecida e mais leve.

O projeto conta com apoio da Secretaria da Cultura do Estado, via ProAC-ICMS, e patrocínio da Eaton, empresa global de gerenciamento de energia.

Comentários